12 de Outubro – Dia de Nossa Senhora Aparecida e os Ciganos e Oxum

0
319
visualizações

Salve sua Estrela,12 de Outubro é comemorado nacionalmente o Dia De Nossa Senhora da Conceição, popularmente conhecida como Nossa Senhora Aparecida com sincretismo religioso a Yabá Oxum.

História de Nossa Senhora Aparecida

Nossa Senhora Aparecida é o nome que acabou sendo dado a uma imagem de Nossa Senhora da Conceição, que teria sido encontrada em Outubro de 1717,  por três pescadores no Rio Paraíba do Sul em São Paulo.

Como a santa foi “aparecida”, o apelido logo pegou. O episódio foi considerado um milagre – e logo outros relacionados à santa foram sendo narrados. De sorte que a pequena capela originalmente erguida, em 1745, para abrigá-la passou a atrair mais e mais romeiros, e o local aos poucos se transformou em uma cidade, Aparecida.

Princesa Isabel e a Coroa

Em 1868, conta-se que a princesa foi a Aparecida pedir proteção de Nossa Senhora Aparecida para conseguir ter um filho. Já estava casada há quatro anos, sem conseguir engravidar. Em 1874, Isabel teve uma criança, natimorta, e, entre 1875 e 1878, teve três filhos, que garantiriam a sucessão imperial.

Em novembro de 1888, um ano antes da Proclamação da República do Brasil, a princesa teria retornado para Aparecida. Levou uma doação preciosa, uma coroa de ouro cravejada de diamantes e rubis e um manto azul.

Esta coroa seria utilizada em 1904 em uma cerimônia oficial. “Um representante do papa a coroou oficialmente Rainha do Brasil.

Nossa Senhora e os Ciganos

A ligação da santa com os ciganos é simples. Acontece que em cada região que os nômades encontram-se eles acabam adotando a cultura local, claro sem perder seus costumes de danças e rituais, mas se adaptam aos costumes da região, o catolicismo é a única religião em que os ciganos que praticam a Buena Dicha (cartomancia) e outras Mâncias podem frequentar sem serem descriminados pelos seus costumes e Rituais e com isso adotam com muita Fé  o santo Padroeiro da localidade, sendo assim  no Brasil a santa padroeira dos ciganos é Nossa Senhora Aparecida, com maior reconhecimento em alguns clãs onde a história de Santa Sara Kali não é conhecida por eles.

Contudo, Santa Sara é a padroeira mundial dos ciganos e Nossa Senhora Aparecida padroeira nacional dos Romá  no Brasil. Para aqueles que trabalham com a espiritualidade cigana Santa Sara Kali e totalmente reconhecida, foi através da espiritualidade cigana (diferente de etnia) que muitos ciganos reconhecem Santa Sarah Kali como Padroeira mundial.

É muito comum encontrar a imagem de Nossa Senhora na frente das tendas ciganas aqui no Brasil.

Fotos de Sarah Zaad acampamento cigano em Porto Real rj

Observem que até nos templos mais simples e mais luxuoso têm a imagem da Santa na entrada como padroeira.

Se torna normal em outros lugares do mundo os ciganos aclamarem por outros Santos locais, isso pela adaptação do ambiente.

Oração a Nossa Senhora Aparecida

“Ó incomparável Senhora da Conceição Aparecida. Mãe de meu Deus, Rainha dos Anjos, Advogada dos pecadores, Refúgio e Consolação dos aflitos e atribulados, ó Virgem Santíssima; cheia de poder e bondade, lançai sobre nós um olhar favorável, para que sejamos socorridos em todas as necessidades.

Lembrai-vos, clementíssima Mãe Aparecida, que não se consta que de todos os que têm a vós recorrido, invocado vosso santíssimo nome e implorado vossa singular proteção, fosse por vós algum abandonado.

Animado com esta confiança a vós recorro: tomo-vos de hoje para sempre por minha Mãe, minha protetora, minha consolação e guia, minha esperança e minha luz na hora da morte.

Assim pois, Senhora, livrai-me de tudo o que possa ofender-vos e a vosso Filho meu Redentor e Senhor Jesus Cristo. Virgem bendita, preservai este vosso indigno servo, esta casa e seus habitantes, da peste, fome, guerra, raios, tempestades e outros perigos e males que nos possam flagelar. 

Soberana Senhora, dignai-vos dirigir-nos em todos os negócios espirituais e temporais; livrai-nos da tentação do demônio, para que, trilhando o caminho da virtude, pelos merecimentos da vossa puríssima Virgindade e do preciosíssimo Sangue de vosso Filho, vos possamos ver, amar e gozar na eterna glória, por todos os séculos dos séculos. Amém.” 

NOSSA SENHORA APARECIDA E OXUM, OQUE ELAS TEM EM COMUM?

Salve sua Estrela! Você é filho de quem? Qual mãe é a sua? Quem te protege quando o tombo é tão feio que nem do chão você levanta? Esparramado no chão, gemendo, morto pena de si mesmo, a quem você pede colo?

Precisamos de mães. É fato. Porque engatinhamos nas artes da vida. E é muito duro se sentir completamente só nessa caminhada. Mas precisamos de mães que durem mais que as nossas. Perdoem e aceitem mais que as nossas. E, se possível, tenham influência com o gerente lá de cima. Porque tem horas que vou te contar…

Hoje é dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. Ou seja, ela é quem dá uma força
por aqui. Hoje também é o dia de Oxum. O que elas têm em comum? Tudo!

São mulheres. São negras como a maioria do nosso povo. São mães. Sensíveis se comovem com nosso sofrimento. Se compadecem de nossas dores. São generosas como os rios e as cachoeiras. Nos guiam para a fartura, a vida e a fartura da vida.

A imagem de Nossa Senhora Aparecida foi achada num rio. Primeiro o corpo, depois a cabeça. Depois vieram os peixes que os pescadores precisavam. Tantos que o barco quase afundou.

Oxum é a rainha das águas doces dos rios e das cachoeiras. Oxum é a mãe que chora junto. É orixá dos sentimentos. Coincidentemente, também da generosidade, da capacidade de gerar frutos de várias formas.

É pelos sentimentos que frutificamos ou secamos. Quantas criaturas reclamonas, amargas e secas nós conhecemos? Puxe da memória! Faça sua lista. Quantos trambiqueiros que acham que só conseguem subir usando os outros de escada? Seres que não percebem que é o que brota deles que gera pobreza ou riqueza.

A pior das pobrezas é a do espírito. É não perceber que pode brotar, florir, repartir. É se perceber vazio e ali estagnar. Onde há estagnação, não há vida. Vida é rio, é cachoeira. Vida é soma de afluentes, mistura, tudo junto ganhando força e crescendo.
A capacidade de amar e ser amado. A riqueza de dividir e ver o outro crescer. A ousadia de, mesmo com medo, arriscar. Mergulhar, lançar a rede, insistir. Isso é a vida. E se não der certo, senta e chora. Depois tenta de novo. Isso é Oxum.

Nem sempre conseguimos de primeira. Essa é a mensagem de Nossa Senhora Aparecida. É preciso empenho. E, principalmente, fé. Porque sem fé, os pescadores já teriam desistido de pescar naquele lugar e ido embora.

Eles insistiram. Pediram e ficaram tentando. Ficaram pela fé. É preciso ter fé. Sempre. Mas é preciso mais. Vida exige atitude. Embarcar, Jogar a rede de um lado, jogar do outro. Sem trabalho nada é possível.

Oxum, a orixá chorona, nos ensina que a gente pode chorar. Por que não? Num mundo onde tudo parece tão árido, as lágrimas limpam, regam, hidratam. Oxum chora. Muitos dizem que ela já chega chorando.

Mas me parece que a grande lição que essas mulheres negras e fortes querem nos passar é que, às vezes, a correnteza é forte demais e a gente não dá conta. E tem, sim, o direito de sentar na margem e deixar a alma transbordar pelos olhos. Só não tem o direito é de parar de tentar.

Salve Oxum! Salve Nossa Senhora Aparecida! Salve sua Estrela!