Cafeomancia

Segundo reza a lenda, um pequeno pastor começou a perceber que suas cabras ficavam diferentes, alteradas, quando comiam determinada folhagem. O homem resolveu também experimentar e percebeu que estes grãos traziam uma súbita vitalidade e energia. Como este acontecimento se tornou conhecido, um monge daquela região começou a beber uma infusão feita com estes grãos para afugentar o sono enquanto rezava. Mudas do Jardim Botânico de Amsterdã chegaram na Guiana Francesa, a partir desse plantio o Sargento Francisco de Mello Palheta transportou uma muda para o Brasil, chegando até a cidade de Belém, no Pará, ainda em 1727. Acredita-se que as tribos africanas já conheciam as suas propriedades desde a Antiguidade, moendo os grãos e usando-os para darem mais força aos guerreiros. O ciclo do café no Brasil foi de suma importância para a a economia brasileira entre os anos de 1800 a 1930. O cultivo e sua exportação foi um verdadeiro marco divisor na história do nosso país.
O simples aroma do café tem a capacidade de ativar o funcionamento do cérebro, iluminando a mente. Por esse motivo, ferver um pouco de café enquanto está a fazer um ritual, se o fizer na cozinha, vai ajudá-lo a focar a sua mente nos objetivos que deseja alcançar. É principalmente sob a influência do planeta Marte, e como tal amplifica o poder de cada feitiço de fogo, mas é muito cooperativo com os outros elementos também. Ele dará mais velocidade a um feitiço de Elemento da Terra. Acima de tudo, lembre-se: o café amplifica a energia. Sempre que o usar num ritual, ele trará maior poder e rapidez àquilo que você está a fazer.
Em rituais ligados à saúde, ele pode ser benéfico porque ajuda o organismo a reagir, mas é preciso usá-lo com cuidado, porque pode induzir a febre, por exemplo. Como a sua energia é muito forte, requer atenção extra quando é usado.