Piromancia

Salve sua Estrela!
O fogo simboliza renascimento e renovação pelas forças divinas e da natureza por um lado, mas por outro lado o fogo também possui um aspecto destruidor, representado pelo fogo do inferno que possui a função diabólica de queimar eternamente sem excluir, não permitindo assim a regeneração. O poder consumidor do fogo fez deste elemento um símbolo de conotação negativa, como nas representações iconográficas cristãs do inferno, mas pela sua qualidade de transmutador, foi considerado sagrado pelos Alquimistas e por muitas outras culturas. Nos rituais iniciáticos de morte e renascimento, o fogo é associado ao seu princípio antagônico, que é a água. A purificação pelo fogo é complementar à purificação pela água, que também é regeneradora. Mas o fogo distingue-se dela por simbolizar a purificação através da compreensão até a sua forma mais espiritual, pela luz e pela verdade. No Velho Testamento, o fogo é apresentado como sendo a própria essência original de toda a vida. Javé se apresentou a Moisés como uma sarça ardente. Quando Moisés perguntou quem era ele, Javé respondeu “Eu Sou o que Sou”, associando o fogo como a essência primeira, o ser que é o ser, sem acréscimos, sem adjetivos, apenas o ser que é. A arte de ler a sorte em fogueira , velas e objetos queimados, teve sua origem há muitos séculos entre os ciganos , e alcançou popularidade na Europa a partir do século doze . Mas é no Oriente que esse método é usado com maior freqüência.